As séries de Shonda Rhimes + 5 razões para amá-la

 Quem me conhece sabe que eu e a Shonda mantemos uma relação de amor e ódio. Apesar de eu ser apaixonada por absolutamente qualquer coisa que tenha o nome dela envolvido, ela é a rainha de me deixar na bad: Seja por separar um casal que eu ame muito, por matar um personagem ou por escrever umas cenas que me irritam. Mas, no geral, não posso parar de recomendar as séries da Shondaland pra todo mundo.

 Cheios de personagens fortes, tramas super envolventes e um engajamento social maravilhoso, esses seriados são alguns dos meus favoritos do universo e tem um lugar super especial no meu coração. Por isso, me sinto na obrigação de dividir esse mundo agridoce com vocês.

Grey’s Anatomy (2005 – )

 É muito provável que você já tenha assistido pelo menos um episódio perdido de Grey’s – como nós chamamos carinhosamente – porque a série já está no ar há mais de 10 anos. Por isso, ela foi meu primeiro contato com Shonda. Desde sempre, gostei de assistir vez ou outra quando estava passando na TV, mas só há pouco mais de um ano resolvi fazer a boa e velha maratona na Netflix e me apaixonar de vez.
 É difícil sintetizar tudo porque durante as 12 temporadas que nós já temos (e a promessa de que muitas ainda estão por vir!) muita coisa mudou, mas tudo partiu da história de Meredith Grey, uma interna de medicina que estava prestes a começar a trabalhar em um hospital.
 Mas, não é só de cirurgias, diagnósticos e raios-x que se vive Grey’s Anatomy. Tem muito drama envolvendo os próprios médicos e, claro, os pacientes. Tem quem se apaixone, quem case, quem engravide, quem quase morra (algumas vezes), quem traia. Tem um pouquinho de tudo. 
 Se as paredes daquele hospital pudessem falar, contariam segredos sórdidos e uns acontecimentos que ninguém mais acreditaria.

Scandal (2012 – )

 Quando terminei de maratonar Grey’s, resolvi me enfiar um pouquinho mais nesse universo de Shondaland e aproveitar que já tinha Scandal no Netflix. E só a partir daí é que notei que realmente qualquer coisa que a Shonda fizesse ganharia meu amor. Mais uma vez ela me conquistou inteiramente.
 A série fala sobre Olivia Pope, uma gestora de crises (?) que é ex-funcionária da Casa Branca e que, casualmente, tem um caso com ninguém mais, ninguém menos que o presidente dos Estados Unidos. Pra mim essa é a série mais difícil de explicar no mundo porque não dá pra resumir tudo que abrange, mas juro de dedinho que vale muito a pena assistir.
 Olivia já lidou com uns crimes complicadíssimos, ajudou em eleições – inclusive na do próprio presidente de quem é amante – e é, simplesmente, a maior resolvedora do problemas do mundo. Não há desafio grande demais para ela, tudo pode ser resolvido se passar pelas mãos dos Gladiadores (como ela chama os membros de sua equipe).

How to Get Away with Murder (2014 – )

 Annalise Keating foi a última das mulheres de Shondaland que conheci, mas nem por isso é menos maravilhosa que as outras. Se tem uma coisa que Shonda Rhimes sabe fazer brilhantemente é criar protagonistas fortes e maravilhosas. HTGAWM – como é chamada pra encurtar esse título gigante – só entrou no Netflix há alguns meses porque ainda está na segunda temporada. Apesar disso, é muito intrigante e maratoná-la é quase que obrigatório.
 A protagonista é uma professora de direito e advogada que dá estágios para cinco dos seus melhores alunos, os treinando para entender como agir no tribunal com maestria. Ela é incrível no que faz e é capaz de ganhar qualquer causa.
 Só isso já era suficiente para atrair a minha atenção, mas o seriado mistura o ofício de Keating com mistério de forma extremamente cativante, tendo um caso maior que se estende por toda a temporada e um outro crime que vai sendo construído por flashforwards que cumprem a função de aguçar a curiosidade do público.
 Essa é a única das séries em que Shonda não é roteirista, só produtora. Mas, por ser a que tem menos episódios, é um bom pontapé para conhecer o trabalho dela. Juro que os traços que diferenciam o trabalho de Rhimes ainda estão presentes na trama. 

 Se esses não foram motivos suficientes para convencer que a mulher é maravilhosa e faz séries maravilhosas, aqui vão as minhas cinco coisas favoritas em relação ao trabalho dela. Dê uma chance pra Shondinha quebrar seu coração, juro que vale a pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s