Rodrigo Hilbert não é um herói #11

rodrigo_hilbert_-_quem_faz

Herói não sei, mas bonito ele é, viu? Tá de parabéns.

Rodrigo Hilbert é ator, apresentador e, de acordo com o Google, taurino. Aparentemente, ele é gentil, educado e cozinha bem. Além disso, ele é bonito. Acho que quase todo mundo pode concordar com isso. Com certeza, ele é uma série de outras coisas. No entanto, algo que ele não é (exceto, provavelmente, na visão dos filhos) é um herói.

Notícias que mostram ele passando um tempo com os filhos têm viralizado. Mas o que tem de extraterrestre nisso? Ninguém nunca me parabeniza por acordar cedo e ir trabalhar, mesmo nos dias mais frios. Por mais que as vezes isso seja difícil, é apenas a minha obrigação. Nada demais. O que ele está fazendo é a mesma coisa.

Pais têm a obrigação de cuidar dos seus filhos, maridos têm a obrigação de dividir as funções da casa, isso é o mínimo. Toda vez que vejo algum homem reclamando dos “padrões inalcançáveis” que Rodrigo está estabelecendo, me pergunto: Inalcançáveis para quem?

A maioria das mulheres casadas e com filhos que eu conheço fazem as mesmas coisas, se desdobrando em uma jornada dupla (as vezes, tripla) para cuidar das coisas em casa, enquanto trabalham fora. Elas cozinham, cuidam das crianças, fazem atividades domésticas. Ninguém acha isso extraordinário.

Nem todo mundo tem habilidades de carpintaria para fazer uma casa na árvore para os filhos, é verdade. Mas certas coisas são tão básicas, tão elementares, que nem entendo qual é a grande surpresa. O que choca é que alguém consiga fazer isso e ser homem ao mesmo tempo?

Um grupo criou até um evento no Facebook intitulado “Alguém pare Rodrigo Hilbert”. Entre as qualidades inalcançáveis elencadas, estão itens como lavar a louça, ser bom pai e lavar roupa. Gente, calma, né? Nada disso é nenhuma missão impossível que um homem comum (como aponta a descrição do evento) não consiga realizar.

Eu entendo o meme, acredite. Eu sei qual é a tentativa de fazer humor. Mas o próprio Rodrigo já rejeitou o título de “homão da porra” e reconheceu que o que faz é apenas o mínimo, nada além da sua obrigação.

Para quem está cansado da “competição injusta”, fique a vontade: a louça suja está sempre à disposição e a sua esposa agradece.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s