Maratona do Oscar 2018 #3: Os indicados por atuação

maratona oscar - melhor atuação

O post dessa semana reúne quatro categorias bastante concorridas e super importantes (Leonardo DiCaprio que o diga): Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Atriz Coadjuvante. Não há dúvidas que um prêmio como esse é capaz de modificar toda a carreira desses profissionais, promovendo tanto reconhecimento quanto uma melhora considerável em seus futuros cachês, né?

Como fiz na última semana, mencionarei apenas os filmes que receberam indicações nessa área, mas que não foram citados nos meus últimos posts. O único que ficará faltando é Todo o Dinheiro do Mundo, que, apesar de ter recebido indicação à categoria de Melhor Ator Coadjuvante (com Christopher Plummer), ainda não está disponível em plataforma nenhuma.

Apesar disso, assim que eu assistir, farei uma atualização no post e avisarei pelo Instagram (@desfabulosodestino).

eu, tonya

Eu, Tonya

Foi indicado a: Melhor atriz (Margot Robbie), Melhor Atriz Coadjuvante (Allison Janney) e Melhor Montagem.

Enredo: O filme narra a história de Tonya Harding, uma patinadora incrível que venceu  várias competições e chegou a performar manobras históricas. A narrativa assume um estilo de falso documentário, combinando as cenas com depoimentos dos personagens.

O que achei: Esse é um filme capaz de te prender nos primeiros instantes. Com um desenvolvimento levinho, envolvente e muito intrigante, ele te proporciona uma visão muito completa da carreira de Tonya e de tudo que ela enfrentava nos bastidores. A construção da narrativa é impecável e torna toda a experiência ainda mais interessante.

Apesar disso, preciso falar das duas mulheres que comandam essa trama: Margot Robbie e Allison Janney. Sinceramente, foram duas das indicações mais merecidas que já vi e, mesmo que elas não levem as estatuetas, já fico feliz por esse reconhecimento. Elas estão impecáveis e conduzem todo o desenrolar do filme de uma forma inacreditável.

No fim das contas, é uma trama sobre família, descoberta, auto-estima, relacionamentos e amor. A patinação é só a pontinha do iceberg dessa narrativa incrível e super instigante! Cinco estrelas.

projeto flórida

Projeto Flórida

Foi indicado a: Melhor Ator Coadjuvante (Willem Dafoe)

Enredo: O filme retrata a história de crianças que vivem em um hotel barato na beira de uma rodovia de Orlando. Juntos, eles vivem intensamente as férias de verão, de modo bastante diferente do ideal de quem sonha com os parques da Disney.

O que achei: Assistir a Projeto Flórida é mergulhar numa experiência antropológica meio doida sobre infância e família. É incrível, doloroso e sensível. Tudo ao mesmo tempo. As atuações (inclusive das crianças) estão sensacionais e o desenrolar da trama joga na sua cara várias problemáticas muito densas sem nenhum aviso prévio. Espero que você esteja preparado para lidar com isso.

Apesar de ter sentido falta de fluidez no roteiro em alguns pontos (algumas cenas parecem se arrastar muito lentamente), sinto que até isso é realista e concreto. A vida nem sempre é feita de explosões, lágrimas e reviravoltas bombásticas, né? Não é preciso disso para que ela seja interessante.

Por isso, minha única consideração real que fez com que eu diminuísse um pouquinho a nota que dei a esse filme foi o final, que achei meio jogado e simplório, sem combinar com o tom assumido pelo resto da trama.

Mesmo assim, achei que a narrativa foi muito linda e delicada e fiquei triste pela falta de indicações para essa obra incrível. Quatro estrelas.

roman j israel

Roman J. Israel, Esq.

Foi indicado a: Melhor Ator (Denzel Washington)

Enredo: Roman é um advogado com uma memória invejável e uma dificuldade em filtrar as coisas que fala. Depois de uma vida de anonimato, atuando como assessor jurídico, a morte de seu sócio faz com que tenha que sair do conforto dos bastidores e enfrentar todas as consequências de estar em uma posição de destaque.

O que achei: Cumprindo a cota Denzel Washington do Oscar (sete indicações não é brincadeira não, meus amigos), Roman é um filme interessante, mas esquecível. Apesar de ter tido uma boa experiência assistindo e ter gritado um pouco com os personagens de tão envolvida que me senti, não me vejo recomendando ele pra ninguém, sabe? A menos que a pessoa me pergunte o que achei, não sei se ele seria uma indicação óbvia.

A trama parece ter partido de uma boa ideia, mas se perde no caminho porque abre várias possibilidades e não desenvolve nenhuma. Tudo fica meio perdido, meio jogado, na área do “e se”. Não tenho dúvidas de que poderia ter resultado em algo massa, mas não foi o que aconteceu.

É um filme legal, mas mediano. Não chega a ser uma decepção, mas também não é capaz de convencer. Três estrelas e meia. 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Maratona do Oscar 2018 #3: Os indicados por atuação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s