Atualização Mensal: Os filmes de Agosto #37

assistindo2

A segunda parte da Atualização Mensal de Agosto chegou!! Assim como com os livros, dei sorte de assistir algumas coisas bastante interessantes esse mês. Apesar de não ter sido em graaande quantidade, foi quando eu finalmente atingi a meta que eu tinha estabelecido lá no comecinho do ano de assistir 50 filmes.

Além do mais, um grande ponto positivo: Todos eles estão na Netflix, então já dá pra correr daqui direto pra assistir. O único filme que vai ficar de fora é o ‘Onde está Segunda?’, que já ganhou um post inteirinho pra eu demonstrar meu amor.

Continuar lendo

Anúncios

Arquivo S: Onde está Segunda? #30

1-What-Happened-to-Monday-Official-Trailer-HD-Netflix-YouTube.jpg

Onde está Segunda? é o filme novo da Netflix (estreou semana passada) e, bicho, ele é muito Black Mirror! Sabe aqueles filmes que te deixam sem ar o tempo todo e que te impedem até de piscar pelo medo de perder algo? É disso que estamos falando aqui. Com um plot muito interessante e uma atriz que pode ser a nova Tatiana Maslany, o diretor Tommy Wirkola criou uma coisa maravilhosa.

Acho que vale a pena destacar que o Wirkola não tem um histórico muito bom. Se eu soubesse que esse filme era dirigido pela mesma pessoa que dirigiu João e Maria: Caçadores de Bruxa, eu dificilmente teria dado uma chance, mas estou aqui com a missão de dizer que sim, vale muito a pena apostar nele!

Continuar lendo

Atualização mensal: Os filmes de Julho #19

tv.gif

Depois de meses em uma ressaca mental, literária e cinematográfica, as férias chegaram e, com elas, tive um pouquinho mais de sossego. Parece propaganda de algum produto louco, mas é apenas o relato de uma universitária cansadíssima que ainda não está preparada para a volta às aulas.

Aproveitando os últimos dias de férias que me restam e honrando à antiga tradicional de Atualização Mensal resolvi dividir os feitos de Julho em duas partes. Hoje, vocês saberão sobre os filmes do mês. Amanhã, vou deixar para falar sobre os livros.

Como (felizmente) tem muita coisa para falar, vou me ater a fazer uma análise bem curtinha só para deixar registrado mesmo.

P.S.: Okja tá fora dessa lista porque já ganhou um postzão todo dedicado cheio de amor.

Continuar lendo

Arquivo S: Okja #8

OKJA0

Desde o primeiro momento, Okja dividiu opiniões. Diante da reação da plateia durante sua estreia em Cannes, os críticos e jornalistas (e, claro, a internet) praticamente se separaram em dois times, contra ou a favor da Netflix. Para a plataforma de streaming, o resultado foi positivo: em pouco tempo, todos estavam curiosos para assistir o longa dirigido pelo diretor coreano Bong Joon-Ho.

Mesmo com as polêmicas, o filme foi recebido de forma muito positiva pelo público, sendo alvo de uma série de elogios. A repercussão foi tanta que alguns críticos estadunidenses apostaram que Okja seria responsável por disseminar o vegetarianismo e o veganismo no mundo inteiro.

Se isso vai realmente acontecer, eu não faço ideia. Mas garanto que é impossível não repensar seus hábitos alimentares e, especialmente, a indústria da carne, depois de assistir a esse filme incrível.

Continuar lendo

Vídeo: O outdoor do X-Men é machista?

 Na última semana, a internet se dividiu numa discussão sobre a propaganda do novo filme da franquia de X-Men. Nela, o Apocalipse aparece enforcando a Mística e se lê a frase “Apenas os fortes sobreviverão”. Entre muitas acusações de que era apenas exagero e textões para justificar a posição de quem acredita que a propaganda incentiva a violência doméstica,  muita gente teve uma opinião para dar.

 E como a boa problematizadora que eu sou, vocês sabem que eu não podia perder a oportunidade de falar sobre isso, né? Por isso, fiz esse vídeo comentando um pouquinho do caso e falando sobre a minha opinião em relação a todo esse caso.

Arquivo S: O Quarto de Jack

capa room

 Na semana do Oscar, resolvi fazer uma maratona para assistir ao máximo de filmes que conseguisse, só pra não assistir a premiação sem saber de nada e ter pelo menos umas apostas e preferências. Um dos primeiros filmes da lista foi, obviamente, O Quarto de Jack.  A internet inteira estava obcecada por ele e eu, como boa curiosa que sou, queria descobrir o que tinha de tão envolvente nesse filme.
E acabei descobrindo. Eu não sabia nada sobre a história. Nem que tinha um menino fofo, nem qual era o gênero, nada mesmo. Isso quer dizer que fui me apaixonando a cada segundo mais e mais e mais e é o que eu recomendo que você faça. Pare de ler agora e vá assistir e depois volte aqui pra ver se pensamos mais ou menos as mesmas coisas.
Por mais que eu não vá dar spoilers e que só queira gritar pra o universo inteiro o quanto vale a pena assistir ao filme e, especialmente, ler a obra que o inspirou, acredito que não saber sobre a trama dá um toque todo especial à experiência.

Continuar lendo

As cores no filme Convergente

Preciso admitir que sou um pouquinho tendenciosa quando se trata da trilogia Divergente. Sou apaixonada pelos livros e tenho gostado dos filmes também. O que quer dizer que eu estava louca para assistir à adaptação cinematográfica de Convergente (o último livro) desde a semana passada, quando lançou nos cinemas.

 No geral, não gostei muito do filme. Achei que forçou um pouquinho além da conta o aspecto da ação e isso se torna meio cansativo, especialmente pra quem se interessa muito mais pelo aspecto social e político da coisa. Se você não está muito familiarizado com a história, é o seguinte: num futuro distópico, as pessoas estão divididas em grupos – denominados facções – de acordo com suas características predominantes. Mas existem aqueles que se encaixam em mais de uma dessas divisões, os divergentes.
 E a gente vai acompanhando a história da Tris, que é parte desse grupo de diferentões, enquanto ela tenta entender o sistema que rege a sociedade em que vive. Claro que ela acaba se rebelando e surge todo aquele negócio de lutar contra o poder. Tem quem ache que é parecido com Jogos Vorazes, tem quem ache que não tem muito a ver (sou parte do segundo time!), mas não é sobre isso que eu quero falar.

Continuar lendo