Sobre o blog

 quem sou euO Desfabuloso Destino já surgiu um bilhão de vezes na minha cabeça. Já foi hospedado em outras plataformas, já teve outros nomes, já foi escondido a sete chaves, já foi revelado só pra um número minúsculo de pessoas. Mas, continua sendo basicamente o mesmo.
Você vai encontrar muito feminismo, muita discussão política e social, resenhas sobre filmes e livros, uns eventuais diários de viagem, tags e umas lágrimas que a que vos fala escolhe transformar em texto.
É um bocado pessoal e um outro bocado fácil de se identificar. Tem uns gifs fofinhos e outros nem tão fofinhos assim.
O nome saiu de um dos filmes mais fofos do mundo, que tem uma fotografia lindíssima e, se você não conseguiu identificar isso antes, deveria correr pra assisti-lo: O fabuloso destino de Ameliè Poulain. Só que em uma versão um pouquinho mais deprimente, pra mostrar que nem sempre as coisas acabam tão fabulosas quanto deveriam. E é pra isso que a gente escreve, né?
Seja desfabulosamente bem vindo (juro que não uso esse trocadilho com frequência).

Anúncios